Saude: cresce o número de pessoas utilizando o abortivo cytotec

Anvisa alerta que o uso do remedio abortivo cytotec tem se tornado frequente em nossa sociedade, entenda o que está ocorrendo.

Nos dias de hoje, com a facilidade das vendas pela internet, todo tipo de produto tem sido comercializado. E algo que tem preocupado agencias de saude é a venda do remedio abortivo cytotec, que tem ocorrido indiscriminadamente não só na internet mas também nas ruas e centros das capitais. Caso você não saiba do que se trata , vamos explicar em nosso artigo.

Cytotec – do que se trata?

Resumidamente, Cytotec ® é o nome comercial do medicamento cuja composição farmacológica é o misoprostol, uma prostaglandina sintética. Ele pode ser utilizado na forma oral, vaginal ou ate mesmo sublingual. Este medicamento foi originalmente desenvolvido e comercializado para o tratamento e prevenção de úlceras gástricas e duodenais. Anos depois, porém, observou-se que o Cytotec ® também tem o efeito de dilatar o colo da mulher e promover as contrações uterinas, ou seja, uma droga que facilita a expulsão do embrião e/ou feto. Em casos legais, é usado como abortivo.

cytotec

Todavia, em alguns países como Argentina e Bolivia, além de Paraguay e uruguay, o abortivo cytotec é vendido sem controle. Dessa forma, muitas pessoas no Brasil tem importado o produto, ou mesmo ido presencialmente nesses países comprar. O problema é que além do remedio não ter seu uso liberado por aqui devido a seus efeitos, em algumas vezes ele é até falsificado, o que pode acarretar vários problemas para a saúde da mulher.

Por que o remedio é proibido no Brasil?

O misoprostol é usado para induzir o parto em mulheres que têm dificuldade para dilatar e para expelir fetos presos no útero após um aborto espontâneo. A comercialização para o público em geral no Brasil está proibida desde 1998 – é licenciada apenas para uso hospitalar. Hoje existe apenas uma empresa brasileira licenciada pelo governo federal para fabricar e comercializar o misoprostol. Em 2017, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) emitiu um aviso proibindo a venda ilegal do medicamento Cytotec (misoprostol) em sites.

Eles afirmam que seu uso somente pode se dar em hospitais e com acompanhamento do medico, devido a seus efeitos colaterais.

O que diz a Anvisa?

Dados da Anvisa, sugerem que hoje no Brasil 1 em cada 4 abortos são feitos com esse medicamento e sem acompanhamento medico, que foi observado que com a venda via internet e formas ilegais, seu consumo cresceu assustadoramente.

De acordo aom a anvisa, o Prostokos é o único medicamento com princípio ativo misoprostol registrado no Brasil e é fabricado pela Infan Indústria Química Farmacêutica Nacional S/A. O produto é indicado nos casos em que a gravidez deve ser interrompida, porém seu uso é restrito ao ambiente hospitalar e não pode ser comercializado em farmácias. Existem vários regulamentos da empresa que proíbem a sua comercialização em farmácias ou a venda de produtos que contenham misoportstol na composição, como é o caso do cytotec.

Na internet, é possível encontrar diversos sites que indicam técnicas – ainda que ilegais – para auxiliar o aborto feito em casa. Entre os métodos mais buscados, está o uso do medicamento Cytotec.Mas a Anvisa alerta que o aborto voluntario ainda é considerado crime e so pode ser efetuado em casos específicos da medicina e com supervisão médica.

Considerações finais

Bem caros leitores, esperamos que as informações lhes tenham sio uteis e que consigam com sucesso saber mais sobre metodos contraceptivos e sua saude em geral

Por fim ja falamos em outro artigo sobre mudanças na coloração da menstruação. Leia e entenda!

Sugestões de novos artigos podem usar os comentarios.

Referencias – Anvisa, Ministerio da saude e ANS Portal

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.