Remédio abortivo Cytotec vendido no Paraguai na mira da Anvisa

Policia federal e anvisa apertam o cerco contra. venda do remedio abortivo cytotec que esta chegando no Brasil

Nos últimos tempos a Anvisa em conjunto com a policia federal, tem tentado combater um grave crime que poe em risco a saude da população.É que muitas pessoas andam realizando o contrabando de medicamentos abortivos, trazidos diretamente do Paraguai para serem vendidos no Brasil. Uma vez que o medicamento em questão, conhecido como cytotec, tem apenas uso hospitalar aprovado, comprar ele dessa forma configura crime, tanto para quem vende quanto para quem compra. Entenda o caso a seguir.

Cytotec vendido no Paraguai contrabandeado para o Brasil

A venda do medicamento utilizado para a prática de aborto é proibida no Brasil e até mesmo no Paraguai, mas isso não impede a proliferação de um comércio clandestino no país vizinho, onde a fiscalização sanitária é deficiente. O Cytotec é um dos medicamentos campeões na apreensão da fronteira, segundo a Receita Federal do Brasil, ao lado do Pramil, usado para disfunção erética.

Além de correr poder ser preso, quem compra Cytotec no Paraguai também pode comprometer a saúde de quem consome não só pelo ris­­co de utilizar me­­di­­camento sem acompanhamento médico, mas pela qualidade do produto. Lucia­no Stre­mel, representante da As­­so­cia­ção Bra­sileira de Combate à Fal­sificação (ABCF) diz que já foi en­­contrado Cytotec falso nas ruas do país. “Tem um falso e um importado”.

De acordo com os advogados, quem importa esse tipo de medicamento pode ser processado por tráfico de drogas. Previsto no artigo 33 da Lei 11.343/2006, o delito é punível com reclusão de cinco a 15 anos e equiparado aos crimes hediondos, aqueles com extremo potencial ofensivo e passíveis de maior reprovação por parte do Estado e da sociedade.Veja essa reportagem que fala sobre ele:

O que é o remedio cytotec?

Indo direto ao assunto, o remedio Cytotec ® é o nome comercial do medicamento cujo composto farmacológico é o misoprostol, uma prostaglandina sintética. Pode ser usado por via oral, vaginal ou sublingual. Essa medicação inicialmente foi lançada no mercado para tratamento e prevenção de úlceras gástricas e duodenais.

Porém, posteriormente, foi observado que o Cytotec ® também possui efeito de dilatação do colo do útero da mulher e promoção de contrações uterinas, ou seja, um medicamento que facilita a expulsão do embrião e/ou feto. Em casos liberados pela lei, ele é utilizado como abortivo.

Em alguns países como argentina e paraguai, ele é vendido livremente, o problema é que algumas vezes ele é até falsificado, o que pode ser complicado para a saude.

Mas ainda assim, a venda do Cytotec do paraguai continuam por lá.

Vendas na internet na mira da anvisa

O acesso ao remédio, no Brasil, é clandestino. A ilegalidade dá margem à circulação de versões falsificadas, ao uso incorreto e, algumas vezes, letal da medicação.Quem se interessa pelo Cytotec ainda tem a comodidade de adquirir o remédio com vendedores pela internet. Os traficantes disponibilizam seus números de telefone e fazem todo o processo de negociação pelo aplicativo WhatsApp. Além disso, enviam depoimentos de mulheres que usaram o abortivo.

Se utilizado sob supervisão médica, a Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que o Misoprostol é um método seguro. Casos drásticos, em condições precárias, fazem vítimas da criminalização a cada dois dias e poderiam ser evitados.A Anvisa estabelece que as vendas de medicamentos à base da substância Misoprostol são restritas a estabelecimentos hospitalares devidamente cadastrados e credenciados junto à Autoridade Sanitária competente.

Em Belo horizonte a venda é na rua

Medicamentos abortivos ilegais como o Cytotec – que tem como princípio ativo a substância misoprostol – podem ser facilmente comprados nas ruas da área central de Belo Horizonte ou mesmo pela internet. Os produtos têm comercialização para o público proibida desde 1998 e não possuem registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Em reportagem publicada nesta sexta, O TEMPO mostrou que os remédios estão sendo vendidos livremente nos campi da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), na capital, e da Universidade Federal de Viçosa (UFV), na Zona da Mata.

Aviso importante

É importante relembrar que o  Aborto no Brasil não é legalizado e é questão de saude publica, seu medico deve ser consultado e somente ele pode lhe sugerir o que fazer dentro da lei e para preservar sua saude. Ele somente é permitido em caso de risco de vida da mãe ou em caso de violencia sexual.Dados os riscos para a saúde da mulher e do bebê, esse medicamento só tem uso hospitalar. Assim, você deverá seguir as orientações do médico e da equipe que colabora com ele.

Considerações finais

Bem esperamos que tenha ficado clara a informação sobre os perigos desses remedios vendidos no paraguay e que chegam ao Brasild e forma clandestina, trazendo graves consequencias para a saude da população.

Sugestões e dicas podem deixar nos comentários

Com informações de R7, Folha e Jornal O tempo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.