Brincadeiras no desenvolvimento infantil: Como as brincadeiras podem contribuir para educação

Brincar é mais do que um hobby na educação infantil. Com toda certeza, podemos afirmar que as brincadeiras podem contribuir para o desenvolvimento das crianças.

É importante que, desde cedo, as crianças sejam incentivadas a participar de jogos e brincadeiras educativas.

Além de oferecer sugestões e ideias para brincar em casa, vamos falar sobre as contribuições das brincadeiras para o desenvolvimento infantil.

Leia Tambem – Veja como escolher uma bola infantil para seu filho

Como as brincadeiras podem contribuir para educação

brincadeiras podem contribuir para educação

Mais do que apenas proporcionar momentos de diversão, brincar pode ajudar as crianças a desenvolverem diversas habilidades intelectuais e emocionais.

Isto porque eles experimentam todos os tipos de emoções, pensamentos e ações, mesmo as brincadeiras que estimulem a competição entre seus pares. 

Portanto, eles aprendem a entender o mundo, controlar suas emoções, fazer planos e estratégias, estabelecer metas, e assim por diante.

Estimula a criatividade e independência

Quando se brinca com os colegas, é importante que a criatividade seja usada para criar suas próprias regras mas vale a pena dar alguma orientação.

Eles desenvolvem sua independência e criatividade com regras mais flexíveis. 

Estimula a coordenação motora infantil

As crianças que são estimuladas pela brincadeira na educação infantil terão melhor coordenação motora.

É possível trabalhar desde movimentos maiores e de maior impacto até movimentos das mãos e dos olhos, dependendo do tipo de jogo.

Senso de coletividade

Seja na escola ou em casa com a família, brincar desperta nos pequenos um senso de coletividade.

Uma forma saudável de promover a competitividade é através de interações com outras pessoas.

Brincadeiras que estimulam a criatividade infantil

As crianças são expostas a valores como coletividade, companheirismo e humildade durante as brincadeiras infantis. Veja alguns exemplos:

Soletrar nomes

Soletrar pode ser uma brincadeira sadia que pode ser feita entre crianças. O objetivo é simples: escolher palavras e soletrar.

Pode sugerir uma lista de nomes próprios de seus amigos para que as crianças soletrem, ou escolher um nível mais difícil de palavras.

Atente-se somente ao nível de dificuldade das palavras a serem soletradas, de acordo com a idade e nível de educação.

Caixa de sensações

Explorar as sensações em uma caixa sensorial é muito interessante. A brincadeira se trata de vários objetos colocados em uma caixa com texturas muito diferentes.

A ideia é que as crianças coloquem a mão em uma caixa e tentem adivinhar o que está dentro dela.

Mapa do tesouro

Esta brincadeira pode fazer com que sua família inteira participe. As pistas que levam ao tesouro escondido podem ser desenhadas em um mapa.

As pistas podem ser encontradas em toda a casa, levando a criança a descobrir o que elas significam.

Pular corda

O salto de corda é um dos jogos mais tradicionais na educação infantil, e um que garante diversão para crianças de todas as idades. Ele trabalha com foco e agilidade, além de ser uma atividade física.

As canções populares e uma pessoa em cada ponta da corda a tornam ainda mais interessante.

Jogos de tabuleiro

Os jogos de tabuleiro são transmitidos de geração em geração porque são divertidos e ajudam a desenvolver habilidades importantes, tais como foco, estratégia e lógica.

Xadrez, damas e gamão são algumas das melhores opções.

Se você não tiver um tabuleiro em casa, use sua imaginação para fazer um com seu filho. Há muitas atividades divertidas para as crianças.

Percurso de Obstáculos

O percurso de obstáculos é semelhante a uma competição na qual as crianças devem terminar seu percurso em um determinado período de tempo.

Este caminho pode ser semelhante a uma trilha com obstáculos feitos de madeira, bolas, vassouras e tudo mais que você tenha à sua disposição. Cuidado apenas com os materiais usados como obstáculos.

Jogo de Adivinhação

O jogo de adivinhação estimula o pensamento lógico, a linguagem e a imaginação dos pequenos.

Dar pistas a uma criança para descobrir o que é um animal ou objeto. As perguntas com “não” ou “sim” tornam o jogo mais desafiador.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.